Noticias em Geral

Com incentivos, indústria vai instalar cinco novas plantas em Londrina

O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o presidente da J.Macêdo, Walter Faria Junior, oficializaram nesta quinta-feira (18) a adesão da empresa ao programa Paraná Competitivo e investimentos de R$ 500 milhões em um complexo industrial de manipulação de trigo em Londrina, no Norte do Estado. A empresa vai instalar cinco indústrias no município em uma área total de 380 mil metros quadrados e gerar 1,5 mil empregos diretos e quase 4 mil indiretos.

O novo complexo industrial vai contar com moinho, fábrica de manipulação de massas e bolachas, centro de distribuição para Sul e Sudeste e um centro técnico de inovação, pesquisa e desenvolvimento. Apenas o novo moinho será cinco vezes maior do que o que já está em operação.

Segundo o governador Ratinho Junior, os investimentos prospectados pela Agência Paraná de Desenvolvimento (APD) se somam a duas estratégias para os próximos anos: fomento da indústria de transformação de alimentos, com maior valor agregado, e de tecnologia e modernização dos processos do campo e das fábricas.

“O Estado colaborou com os incentivos, a Prefeitura entrou com a localização, suporte da área, e a empresa com geração de emprego, pelo menos 1,5 mil diretos, investimento que não acontecia há mais de vinte anos na cidade”, afirmou o governador. “Londrina vai se transformar em um grande polo de transformação de alimento”.

Ratinho Junior disse que a localização geográfica da cidade é muito boa para atrair investimentos porque está muito próxima de estados consumidores como São Paulo e os do Sul. Além da proximidade com o Porto de Paranaguá para exportação. Ele também destacou que o novo complexo industrial deve ser a grande vitrine da futura Cidade Industrial de Londrina.

UNIÃO – O presidente executivo da J. Macêdo destacou que a escolha pelo Paraná levou em consideração uma operação bem-sucedida já existente na cidade e a capacidade de Estado, prefeitura, deputados estaduais e associações da região se integrarem em torno do projeto.

“Estamos falando de uma série de unidades. Isso só se viabiliza com mobilização. No Paraná, o governo, todas as secretarias, os órgãos e a prefeitura se mobilizaram. Não é simples. Tem todo o planejamento, estudo de viabilidade e a implementação. Toda essa aliança trará um ganho econômico e social muito grande”, afirmou Faria Junior.

O presidente da J.Macêdo também disse que a empresa vai investir ainda mais no desenvolvimento de novas categorias na planta da cidade, como mistura para bolos, massas e biscoitos assados. O novo complexo, ressaltou, representa uma oportunidade de influenciar também no campo e na logística da região, além do potencial tecnológico inexplorado.

“Vamos gerar milhares de emprego no campo, empregos indiretos. Ainda vamos abrir um centro de tecnologia de pesquisa e inovação do trigo que estava previsto para outro Estado. Ele foi desviado para o Paraná. Queremos transformar Londrina: da capital do café para a capital do trigo, ter toda a cadeia representada na cidade”, destacou Faria Junior.

Segundo o prefeito Marcelo Belinati, esse investimento de R$ 500 milhões representa ganho automático para o Paraná. “A cidade começa a ganhar desde agora, desde o pedreiro que vai fazer a oba, o transporte, a venda do material de construção. Só uma parceria da prefeitura, Governo e empresários possibilita empreendimentos desse porte. Isso soma geração de emprego, renda, e movimentação da economia para promover a prosperidade”, asseverou.

J.MACÊDO – O Grupo J.Macêdo, fundado em Fortaleza (CE), está presente no Estado do Paraná desde 1975, com o Moinho Dona Benta, em Londrina. Em 2018, a empresa ampliou suas operações no Estado arrendando o Moinho Mercosul, em Campo Mourão.

A linha de produtos da J.Macêdo inclui as farinhas Dona Benta, Sol, Brandini, Lili, Boa Sorte, massas, misturas para bolo, sobremesas, fermentos, biscoitos, cookies e refrescos em pó. A J.Macêdo também tem uma linha dedicada ao segmento B2B que atende padarias, pastelarias, pizzarias e restaurantes, com farinhas de panificação, farinhas de transformação, misturas para pães, misturas para bolos, entre outros.

PRESENÇAS – Estiveram presentes na cerimônia o diretor-presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Eduardo Bekin; o deputado estadual Tiago Amaral; Bruno Ubiratan, diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina; e vereadores de Londrina.

Box

Paraná recebe R$ 9,6 bilhões de investimentos em uma semana

O governador Carlos Massa Ratinho Junior comemorou nesta semana os anúncios de R$ 9,6 bilhões de duas empresas (Klabin e J.Macêdo), com potencial de gerar 3 mil empregos em operação.

A Klabin investirá R$ 9,1 bilhões em Ortigueira para aumentar a produção de celulose branqueada (fibra curta, fibra longa e fluff) para abastecer os mercados interno e externo. Serão gerados 11 mil empregos na construção e 1,5 mil diretos depois do início da produção. Já a J.Macêdo vai inaugurar um complexo industrial de trigo em Londrina com investimentos de R$ 500 milhões e geração de 1,5 mil empregos diretos.

Segundo o governador Carlos Massa Ratinho Junior, os anúncios robustos representam a confiança do empresariado na gestão. “Você não tem visto no Brasil tantos investimentos como no Paraná. Totaliza quase R$ 10 bilhões em apenas uma semana. Isso acaba sendo um chamariz para outras empresas que já estão vindo falar com o Governo”, afirmou. “Não tem desenvolvimento social mais rápido e certeiro do que a geração de emprego. Estamos construindo esse projeto”.

Os dois negócios foram prospectados pela Agência Paraná de Desenvolvimento (APD) e se enquadram nos parâmetros estabelecidos pelo programa Paraná Competitivo, como dilação de prazos para recolhimento do ICMS, incentivos para melhoria da infraestrutura, comércio exterior, desburocratização e capacitação profissional.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar