Cultura

Vencedores e críticos da categoria arquitetura do prêmio APCA 2016 participam de mesa redonda no Museu da Casa Brasileira

5 e 6 de abril, quarta e quinta-feira, às 18h20 – entrada gratuita

Os premiados da categoria Arquitetura do Prêmio APCA 2016 (Associação Paulista de Críticos de Arte) participarão nos dias 05 e 06 de abril de uma mesa redonda aberta ao público em evento no Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. As sessões de discussão dos projetos vencedores serão conduzidas pelo júri de arquitetura da APCA, nesta edição formado pelos críticos Abílio Guerra, Fernando Serapião, Francesco Perrotta-Bosch, Gabriel Kogan, Guilherme Wisnik, Hugo Segawa, Luiz Recamán, Maria Isabel Villac, Mônica Junqueira de Camargo e Nádia Somekh.

A categoria Arquitetura existe no prêmio desde 2010, e vem se pautando por unir importância artística e função social, com o entendimento da arquitetura como atividade coletiva e transdisciplinar, possibilitando que sejam premiados não só arquitetos, mas também profissionais que contribuíram para a construção de obras, a qualificação técnica e artística da arquitetura e a difusão da área de conhecimento.

Um exemplo é a categoria Fronteiras da Arquitetura (foto acima), que em 2016 premiou a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Em 2014, o prêmio foi entregue ao Museu da Casa Brasileira, pela exposição “Maneiras de expor: arquitetura expositiva de Lina Bo Bardi”, com detalhes da trajetória da arquiteta no campos das exposições e dos museus.

As sete categorias e premiados deste ano são Trajetória (Sérgio Ferro), Urbanidade (Projeto Ruas Abertas – Avenida Paulista / Fernando Haddad), Obra de Arquitetura (Escola Senai São Caetano do Sul / Claudia Nucci e Valério Pietraróia – NPC Grupo Arquitetura), Preservação de Patrimônio Moderno (Luciano Brito Galeria – antiga Residência Castor Delgado Perez / Luciana Brito, promotora; João Paulo Beugger, José Armênio de Brito Cruz, Marcos Aldrighi e Renata Semin – Piratininga Arquitetos, readequação arquitetônica; André Paoliello, readequação paisagística), Pesquisa (Atlas fotográfico da cidade de São Paulo e arredores / Tuca Vieira), Fronteiras da Arquitetura (Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro / Fernando Meirelles, Daniela Thomas e Andrucha Waddington) e Apropriação Urbana (Ocupação Hotel Cambridge / Carmen Ferreira da Silva, líder comunitária; Pitchou Luambo, coordenador do Grupo de Refugiados e Imigrantes Sem Teto; Juliana Caffé, Yudi Rafael e Alex Flynn, curadores da Residência Artística Cambridge).

Durante o evento, os presentes receberão gratuitamente um exemplar do caderno APCA 2016, que apresenta em profundidade os vencedores deste ano pela categoria. Tanto o evento quanto a publicação contam com apoio do CAU/BR.

ENCONTRO APCA ARQUITETURA 2016 NO MCB

PROGRAMAÇÃO

5 de abril, quarta-feira

18h20: Abertura, com Nádia Somekh, representante do CAU

19h00: Urbanidade, com Fernando Haddad e mediação de Fernando Serapião

19h40: Fronteiras da arquitetura, com Daniela Thomas e mediação de Maria Isabel Villac

20h20: Pesquisa, com Tuca Vieira e mediação de Gabriel Kogan

6 de abril, quinta-feira

18h20: Trajetória, com Sérgio Ferro e mediação de Luiz Recamán

19h00: Obra de Arquitetura, com NPC e mediação de Mônica Junqueira de Camargo

19h40: Preservação de Patrimônio Moderno, com Luciana Brito+José Armênio+Klara Kaiser+André Paoliello e mediação de Hugo Segawa

20h20: Apropriação Urbana, com Carmen Ferreira da Silva e mediação de Francesco Perrotta-Bosch

Entrada Gratuita

Local: Museu da Casa Brasileira – Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705, Jardim Paulistano

Telefone: (11) 3032-3727

www.mcb.org.br

Sobre a APCA

Associação Paulista de Críticos de Arte, ou simplesmente APCA, é uma entidade brasileira sem fins lucrativos sediada em São Paulo mantida pelo trabalho voluntário e pela contribuição anual dos associados. Originou-se da seção paulista da Associação Brasileira de Críticos Teatrais.Sua principal atividade é a premiação anual dos melhores artistas em dez categorias distintas.

Sobre o Museu da Casa Brasileira

O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, dedica-se à preservação e difusão da cultura material da casa brasileira, sendo o único museu do país especializado em arquitetura e design. A programação do MCB contempla exposições temporárias e de longa duração, com uma agenda com base em debates, palestras e publicações que contextualizam a vocação do museu para a formação de um pensamento crítico em temas como arquitetura, urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade. Dentre suas inúmeras iniciativas, destacam-se o Prêmio Design MCB, principal premiação do segmento no país, realizado desde 1986; e o projeto Casas do Brasil, de resgate e preservação da memória sobre a rica diversidade do morar no país.

VISITAÇÃO

De terça a domingo, das 10h às 18h
Ingressos: R$ 8 e R$ 4 (meia-entrada) | Crianças até 10 anos e maiores de 60 anos são isentos | Pessoas com deficiência e seu acompanhante pagam meia-entrada
Gratuito aos finais de semana e feriados

Acessibilidade no local
Bicicletário com 40 vagas | Estacionamento pago no local

Informações/Pedro Scabim

 

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar