Londrina recebe a partir de quarta-feira (14/11) a sétima edição dos Jogos Abertos Paradesportivos do Paraná (Parajaps), evento de rendimento com a participação de diversos atletas paralímpicos, medalhistas sul-americanos e pan-americanos. A abertura será no ginásio do Colégio Vicente Rijo, às 19h30.

A competição terá a presença de 43 cidades e de 1.312 atletas – são mais de 1,5 mil participantes, entre organizadores, arbitragem e dirigentes. As disputas iniciam na quinta-feira (15) e encerram no domingo (18), em 13 praças esportivas, com a participação de diversos atletas paraolímpicos e medalhistas em competições internacionais.

A maior delegação será a de Curitiba, com 175 integrantes. Maringá vem em seguida com 152 participantes e, depois, Cascavel com 131 pessoas. A capital paranaense também é a maior vencedora de todas as edições da competição.

Neste ano serão 17 modalidades: atletismo, basquetebol em cadeira de rodas, bocha adaptada, futsal – deficiência intelectual, goalball, golf 7, handebol em cadeira de rodas, gandebol – deficiência intelectual, natação, parabadminton, paracanoagem, paraciclismo, parataekwondo, rugby em cadeira de rodas, tênis de mesa, vôlei sentado e xadrez.

Os Parajaps são um evento direcionado exclusivamente para pessoas com algum tipo de deficiência e fecham o calendário das competições organizadas e executadas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo do Paraná.

“Esta é a competição que tem o maior investimento do Governo. O município só precisa levar a delegação. Todas as demais despesas são por conta do Estado. Alimentação, premiação, arbitragem, transporte interno da arbitragem e hotelaria para alguns atletas que são mais comprometidos fisicamente”, explica o supervisor de Esporte e Rendimento da secretaria, Emerson Venturini.

As três primeiras edições aconteceram em Londrina. Na sequência, Curitiba sediou o evento por dois anos consecutivos e, em 2017, Maringá recebeu a disputa.

SEM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta