Material hospitalar para tratamento de pacientes do João de Freitas e hospitais de Londrina foi trazido de avião

0
1003

A carga de material hospitalar que vai abastecer quatro hospitais de Londrina e um de Arapongas foi transportado com o avião do governo do estado na noite desta sexta-feira, dia 1, do Rio de Janeiro até o aeroporto de Londrina.

A industria, com sede em São Gonçalo, que produz os materiais hospitalares estava com um bloqueio de caminhoneiros em frente ao local de entrada e saída de mercadorias. “Como o estoque dos hospitais está no fim, a solução rápida para evitar a interrupção no tratamento dos pacientes foi buscar a carga de avião“, comentou o deputado Tiago Amaral, que intermediou a transferência. Ele integra o grupo de coordenação da Defesa Civil, Casa Civil e outros órgãos de governo em Londrina criado para minimizar os efeitos do desabastecimento.

O material hospitalar foi destinado para atender pacientes em vários tratamentos, incluindo câncer e sua utilização é obrigatória também para pacientes internados na UTI. Sem o material, não há como manter o tratamento.

Segundo Alex Sandro Meredich, coordenador de Suprimentos do Hospital do Câncer de Londrina,“alguns hospitais tinham estoque apenas para este final de semana. No caso do HCL, emprestamos unidades de outra instituição para manter o atendimento normalizado. Como as mercadorias não chegam há duas semanas estamos no limite. Compramos direto de indústrias em razão do preço e algumas são de outros estados. Além disso, os medicamentos oncológicos são comprados semanalmente. Esses equipamentos que vieram  de avião são utilizados em bombas de infusão para administração de medicamentos e dietas com tempo programado, diferente dos equipamentos normais que correm a medicação via gravitacional. Com elas temos o controle do tempo e volume administrado, imprescindível para medicações oncológicas“, comentou.

O lote de materiais foi entregue para o Hospital do Câncer de Londrina, Santa Casa, Hospital Evangélico, Hospital do Coração e em Arapongas, para o Hospital João de Freitas. Instituições que atendem pacientes de vários municípios da região.

A carga será descarregada no HCL e os outros hospitais irão até Londrina buscar os equipamentos.

 

SEM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta